Aimee Kamylla agora chegou a vez do futebol feminino


Aimee Kamylla agora chegou a vez do futebol feminino


Nossa entrevista desta semana é com uma representante do futebol feminino em Mogi das Cruzes, Aimee Kamila Martins, presidente do M.O.F., Meninas de Ouro Futsal. Nascida em São Paulo, veio morar no Alto Tietê na cidade vizinha Biritiba Mirim e recentemente mudou para Mogi. Desde cedo demonstrou interesse pelo futebol quando jogava semanalmente com os garotos vizinhos  e também montou na escola um grupo de garotas para jogarem.

Em Biritiba Mirim montou o time do Impacto Futsal Feminino e também começou a cuidar da organização de campeonatos, o primeiro que realizou foi em Biritiba Mirim, Copa Fênix de Futsal Feminino, e contou com o apoio da Secretaria de Esportes e de vários comerciantes locais que ajudaram com os custos do campeonato. Tentando seguir o mesmo projeto em Mogi, diferente da cidade vizinha, encontrou uma enorme resistência mas mesmo assim conseguiu realizar a segunda Copa Fênix em 2015 e se prepara para a terceira edição.

Quais dificuldades vocês do futebol feminino encontram na cidade?
Nossas dificuldades são as mesmas do futebol masculino, falta de local para treino, materiais, transporte e também da falta de compromisso de algumas atletas.

Você só cuida da organização e administração ou também joga?
Eu jogava mas nos campeonatos gostava mais de montar os times, não disputava em quadra. Depois do acidente de moto que sofri à aproximadamente 3 anos, não joguei mais, tenho 2 pinos na tíbia e ainda dói quando faço muito esforço, na época fiquei por 8 meses me recuperando.

Como surgiu o time do MOF?
Depois que o time do Impacto acabou passei a acompanhar os jogos do Twister e no começo de 2015 o Alexandre me convidou para ajudá-lo no time, ajudava nos treinos e jogos. Aí o Twister parou com os treinos e decidimos montar nosso próprio time, depois de uma votação entre nós decidimos colocar o nome de Meninas de Ouro Futsal, que acabou ficando como MOF.

Como ficou a estrutura do time, quem mais te ajuda?
Conseguimos nosso registro, eu sou a presidente e também cuido dos patrocínios, a Cibele é a vice e cuida dos treinos, a Berti é nossa tesoureira e a Rúbia também ajuda nos treinos. Tudo o que vamos fazer passa pela aprovação de todas que fazem parte da diretoria antes de decidirmos.

Quais os objetivos do MOF para o futebol?
Atualmente temos 24 atletas em nossos registros, agora que conseguimos o CNPJ vamos tentar conseguir nossa sede e também local para montarmos nosso time sub 15. Além do futebol também queremos criar atividades culturais e no futuro também proporcionar a criação de oportunidades de emprego.

Como está o interesse pelo futebol feminino?
A maioria de nossas atletas jogam por que gosta, quando eram menores algumas até tinham o sonho de se tornarem atletas profissionais mas o tempo vai passando e acabam desistindo, muitas vezes por falta de incentivo. Acredito que se conseguirmos montar nosso time sub 15 mais novas garotas vão passar a gostar, algumas que acompanham suas irmãs nos jogos acabam se interessando também. Também queremos ter como abrir portas para as interessadas em seguir carreira ter oportunidade em algum time profissional.

Fora de Mogi você participam de mais algum campeonato?
Depois que registramos o MOF tentamos nos filiar à Federação Paulista de Futsal mas o custo é muito alto, também temos o objetivo de participar de outros campeonatos de grande expressão em São Paulo.

Você demonstra gostar bastante dos bastidores, da organização dos campeonatos e do seu time.
Sempre gostei da parte da organização, mais ainda quando tive que parar de jogar, com os campeonatos que organizei recebi convites para trabalhar na organização de campeonatos em outras cidades da região.

O que falta para a melhoria da modalidade na cidade?
Queremos poder trazer um bom público para dar maior visibilidade ao futebol feminino, existem várias meninas que jogam muito. A própria Secretaria de Esportes de Mogi deveria montar um time com as atletas da cidade e deixar de trazer times de fora para jogar pela cidade. As atletas também deveria se ajudar, estar mais abertas a ouvir, se unirem e também dedicarem mais aos treinos.

Agora você vai fazer a terceira edição da Copa Fênix, como ela será?
 A Copa Fênix terá a participação de 12 equipes, Ousadia de Itaquá, Gladiadoras da Vila Maria, Pimentas também de São Paulo, Toca e Fica de Poá, Guararema, Mogi Esporte Clube, Fênix de Itaquera, o time de Direito da UMC, Flama de Guararema, Vila Futsal de Suzano, MOF e também o Atlético Jaçanã que está para confirmar. Vai começar no domingo 3 de março no ginásio do Bunkyo. Vão ser dois grupos onde se classificam as 4 melhores para a fase de mata-mata.

Emerson Oliveira Por: Emerson Oliveira (FutebolMogiano.Com.br)
Em 25/02/2016

Quem apoia o Futebol Mogiano


Futebol Café Gerenciador online de campeonatos