Mogi das Cruzes/Helbor conta com torcida e fator Hugão para fechar série


Mogi das Cruzes/Helbor conta com torcida e fator Hugão para fechar série


Apesar de ter perdido para o Vitória no Ginásio Hugo Ramos nesta série, o Mogi das Cruzes/Helbor espera contar mais uma vez com o apoio da torcida para avançar para a semifinal do NBB Caixa (Novo Basquete Brasil) neste sábado (6), às 14h. O Hugão tem sido um fator extra para o time na competição, afinal foram apenas três derrotas em 16 jogos disputados em casa.

A equipe se reapresentou nesta tarde (4) para se preparar para o duelo decisivo contra os baianos. O grupo assistiu ao vídeo da última derrota em Salvador, conversou e depois foi para quadra acertar alguns posicionamentos e arremessos. “Este playoff está refletindo o que foi o NBB inteiro. Nós e o Vitória em jogos muitos disputados e a gente agora faz valer o que conseguiu conquistar no campeonato todo, que é fazer a quinta partida em casa. Essa é a vantagem. O erro e o acerto fazem parte. É preciso ter atitude, assumir e o importante é melhorar para cada jogo e, passando desta série, sairemos fortalecidos”, adverte o técnico Guerrinha.

Destaque no último jogo com 17 pontos, o ala e capitão Guilherme Filipin destaca que é preciso manter o foco desde o começo do jogo para não dar espaço para o adversário crescer na partida. “Temos que entrar concentrados e não podemos dar chance para eles. Para ganharmos o jogo precisamos impor o nosso ritmo e não dar vida para eles pensarem em ganhar. Temos que usar tudo o que for a nosso favor, o fator casa e a torcida.”

Quem está ‘louco’ para entrar em quadra é o ala Shamell Stallworth. O norte-americano, que não teve uma noite muito feliz no último confronto por conta de problemas particulares, já assistiu ao vídeo da partida algumas vezes e voltou à quadra para treinar na quarta (3) mesmo, após chegar da viagem de Salvador. “Eu sei como esse jogo de sábado é importante para as duas equipes, mas nós teremos a nossa torcida aqui, ao nosso lado. Eu já falei com a minha mãe, ela está melhor, saiu do hospital, meus filhos estão me apoiando e eu estou pronto. O Guerrinha também conversou muito comigo, com a cabeça fria, e foi muito bom. Eu amo esses ‘caras’ do time porque eles sempre me dão força quando preciso. Ganhamos juntos e perdemos juntos”, ressalta Shamell.

O ala garante que o seu maior crítico é ele mesmo e que no jogo deste sábado a história será diferente “Para mim, a cobrança é sempre grande. Eu fico muito chateado comigo mesmo, porque nos momentos decisivos do jogo é para eu resolver e eu não consegui. Sempre falo para os meus amigos: não sei se você quer encontrar o Shamell depois de uma derrota ou de um jogo que ele jogou mal. O bicho pega, com certeza. Quem me conhece sabe como eu vou entrar neste jogo, mesmo com problemas fora de quadra. Mas não vou falar muito, vou deixar o meu jogo falar por mim”, finaliza.

Ingressos        

Os ingressos para a partida deste sábado (6), às 14h, estão sendo vendidos na loja do clube no ComVem Patteo Mogilar (das 10h às 20h) e pelo site www.totalplayer.com.br/mogi. O bilhete custa R$ 20 para arquibancada; R$ 60 para cadeira quadra (atrás das tabelas); e R$ 100 para o camarote. O setor Tribuna está esgotado. Todos os valores com direito à meia entrada para estudantes, professores, idosos, pessoas com deficiência, funcionários das empresas patrocinadoras e da Prefeitura de Mogi das Cruzes. Crianças até seis anos não pagam (arquibancada).

Por: Assessoria de Imprensa Mogi Basquete
Em 04/05/2017


Compartilhe esta notcia no Google +
Recomende esta matria pelo WhatsApp

Quem apoia o Futebol Mogiano


Futebol Café Gerenciador online de campeonatos

Instagram Futebol Mogiano

Veja mais fotos em nosso Instagram www.instagram.com/futebolmogiano