Mogi das Cruzes/Helbor bate bola com alunos da escola Heráclides Batalha


Mogi das Cruzes/Helbor bate bola com alunos da escola Heráclides Batalha


Os atletas e a comissão técnica do Mogi das Cruzes/Helbor fizeram uma visita aos alunos da Escola Estadual Heráclides Batalha Camargo, no Parque das Varinhas, na manhã desta sexta-feira (19). Nem a chuva estragou a festa que os cerca de 200 estudantes fizeram com a presença da equipe. Os jogadores conversaram, tiraram fotos, deram autógrafos e, claro, bateram uma bola com a criançada. Além da brincadeira, o grupo levou bolas para a escola e algumas camisetas para serem sorteadas pela diretoria.

O time chegou à escola na zona rural de Mogi das Cruzes depois de uma carta enviada pela professora de História, Ana Paula Crispiniano Leite Duarte. “Aqui é um bairro afastado e eles não têm acesso aos jogos. Acreditamos que o esporte possa mudar a vida de muitos deles. Eu escrevi a carta e ela chegou às mãos do Guerrinha, que logo depois entrou em contato dizendo que eles viriam. Eu fiquei surpresa em ver que isso importa e é uma ação social do time fantástica. A gente está muito feliz”, comemora a educadora.

O técnico Guerrinha, que já havia visitado os alunos na semana passada, destaca que esse tipo de ação é uma recompensa para a cidade por ter uma equipe de alto rendimento. “É uma forma de retribuir esse carinho. Há uma carência do nosso país muito grande de educação esportiva e, o mínimo que a gente pode fazer em um dia chuvoso, frio, é trazer ‘calor’ para essas crianças. Esse é um agradecimento por Mogi ter um time competitivo e o mínimo é nós virmos nas comunidades também. Nesta temporada, se Deus quiser, nós vamos levar essas crianças também ao ginásio e fazer com que cada jogador seja padrinho de um núcleo para que nós possamos interagir bastante com a população”, adverte o treinador.

Com certeza, a visita dos jogadores e da comissão técnica ficará marcada para muitos desses jovens. “Isso será inesquecível para a vida deles e um incentivo. Eles vão se espelhar nesses jogadores e, quem sabe, tem algum talento escondido aqui nesse bairro distante? Além do exemplo de vida e valores, eles possam seguir o exemplo não só pelo esporte”, ressalta a diretora substituta da escola, Marina Tripode Braceiro.

O impacto da presença da equipe pôde ser notada em muitos estudantes, como no caso de Pedro Apolo Roseira da Silva, de 13 anos, do 8º ano do Ensino Fundamental. Ele estava muito emocionado em poder ver de perto os ídolos que só vê pela tevê. “Achei muito legal porque é a primeira vez que um time de alguma modalidade vem aqui. Alguns eu já conhecia porque assistia às vezes pela televisão. Gostei muito de conhecer o Shamell, o Guerrinha, todos eles.”

Por: Assessoria de Imprensa Mogi Basquete
Em 19/05/2017


Compartilhe esta notcia no Google +
Recomende esta matria pelo WhatsApp

Quem apoia o Futebol Mogiano


Futebol Café Gerenciador online de campeonatos

Instagram Futebol Mogiano

Veja mais fotos em nosso Instagram www.instagram.com/futebolmogiano